Educação Física – 4º ano – Setembro

4º ano

UNIDADE TEMÁTICA: JOGOS E BRINCADEIRAS
 

HABILIDADE 1: (EF04EF01) Experimentar, fruir e identificar as brincadeiras e jogos do Brasil, incluindo os de matrizes indígena e africana, valorizando a importância desse patrimônio histórico cultural.
HABILIDADE 2: (EF04EF02) Planejar e utilizar estratégias para possibilitar a participação segura de todos os alunos em brincadeiras e jogos do Brasil, incluindo os de matrizes indígena e africana.
HABILIDADE 3: (EF04EF03) Descrever, por meio de múltiplas linguagens (corporal, oral, escrita, audiovisual), as brincadeiras e jogos do Brasil, incluindo os de matrizes indígena e africana, explicando a importância desse patrimônio histórico cultural na preservação das diferentes culturas.

SUGESTÃO DE TEXTO PARA ATIVIDADES TEÓRICAS, RODA DE CONVERSA e outros.
(o texto pode ser utilizado por partes ou diferentes formas durante todo o mês)

Agora conheça as brincadeiras e jogos dos povos indígenas!

Todo mundo gosta de brincar e jogar. As crianças podem passar o dia inteiro brincando e inventando atividades para se divertir. Mas os adultos também gostam de diversão e, sempre que podem, se juntam para jogar.

Existem muitos jeitos de brincar, mas o objetivo é sempre desfrutar o momento e a companhia dos amigos. Além disso, os jogos ajudam a desenvolver habilidades que serão importantes ao longo da vida.

Brincar é também uma maneira de aprender!

Os índios possuem muitos jogos e brincadeiras. Alguns são bastante conhecidos por vários povos indígenas e outros também são comuns entre os não índios, como a peteca e a perna de pau. Já outros são curiosos e originais. Existem brincadeiras que só as crianças jogam, outras que os adultos jogam junto e assim ensinam as melhores técnicas para quem quiser virar um craque!

Têm brincadeiras só de menino, outras só de menina. Existem algumas que, antes do jogo começar, é preciso construir o brinquedo! Bom, nesse caso, é necessário ir até a mata, achar o material certo, aprender a fazer o brinquedo e, só então, começar a brincar. Mas isso não é um problema, pois construir o brinquedo também faz parte da brincadeira!

Jogos e brincadeiras dos Kalapalo

Os Kalapalo vivem no sul do Parque Indígena do Xingu, no Mato Grosso. Conhecem muitos jogos e brincadeiras, tanto individuais quanto coletivas. Algumas brincadeiras são disputas sérias e importantes, outras são brincadeiras de faz de conta; umas são feitas no pátio da aldeia, outras na água e algumas na mata; existem algumas em que participam adultos, outras apenas as crianças e tem também aquelas em que todos jogam juntos.

As crianças costumam brincar todas as manhãs bem cedo. Por volta das oito horas param de brincar e voltam para casa para ajudar no trabalho doméstico. As meninas ajudam suas mães e irmãs mais velhas a preparar o mingau de mandioca e também ajudam a cuidar dos irmãos menores. Os meninos, além de ajudar na fabricação dos artefatos, acompanham seus pais nas pescarias.

No fim de tarde, os meninos costumam jogar futebol e para isso fazem suas próprias bolas e inventam gols. O futebol é jogado no centro da aldeia, mas quando é época do Kwarup (um ritual praticado por vários povos do Parque Indígena do Xingu), o jogo tem que ser em outro lugar, pois é no centro da aldeia que se realiza uma luta chamada Ikindene.

Heiné Kuputisü

Neste jogo de resistência e equilíbrio, o corredor deve correr num pé só, feito um saci, e não pode trocar de pé. Uma linha é traçada na terra para definir o local da largada e a outra, a uns 100 metros de distância, aponta a meta a ser atingida.

Se o jogador conseguir ultrapassar a meta é considerado um vencedor, mas se parar antes de chegar na linha final, é sinal de que ainda não tem a capacidade esperada e precisa treinar mais.
Apesar de a velocidade não ser o mais importante, todos tentam fazer o caminho o mais rápido que podem, mas no fim, vence quem foi mais longe. O jogo, de que participam homens, adultos e crianças, acontece no centro da aldeia.

https://player.vimeo.com/video/5644015

Sugestão de atividade: Refletir e debater com os amigos e Professores a importância da cultura indígena para as brincadeiras que utilizamos no dia a dia.

Essa atividade pode ser feita de forma escrita para apresentação para os demais ou em roda de conversa.

PRIMEIRA SEMANA

AQUECIMENTO

Fazer o aquecimento descrito abaixo. Deixar a criança fazer apenas uma vez.

DODGEBOLL:

ATIVIDADE PRINCIPAL

Nesta atividade, deixar a criança repetir QUANTAS VEZES QUISER.

ESTAFETAS:

Materiais: corda ou toalha e 5 objetos.

Vamos começar?

Nessa primeira atividade com a ajuda do responsável vamos tentar pegar os objetos enquanto o responsável balança a corda na frente dos objetos como se fosse um pêndulo e você de joelhos na frente dos objetos sem que a corda toque em você tenta pegar.

Na segunda atividade a dinâmica é a mesma, só que agora vamos realizar em deslocamento saindo de um ponto para pegar o objeto em outro, o responsável vai continuar balançando a corda e você continua se esquivando do pêndulo da corda.

SUGESTÃO: em uma roda de conversa junto com seu professor sobre brincadeiras africanas ou indígenas citar possíveis atividades que sejam iguais às que praticamos na cidade ou escola.

VOLTA À CALMA

Realizar apenas uma vez para a criança descansar.

JOGOS E BRINCADEIRAS INCLUSIVAS:

SEGUNDA SEMANA

AQUECIMENTO

Fazer o aquecimento descrito abaixo. Deixar a criança fazer apenas uma vez.

QUEIMADA E BOLICHE:

ATIVIDADE PRINCIPAL

CHAPÉU MEXICANO:

Vamos realizar uma disputa com algum membro da sua família?

Materiais: corda e 10 objetos pode ser garrafa, chinelo, tênis o que você tiver na sua casa.

O responsável irá girar a corda sobre os objetos deixando um espaço para vocês que estão disputando a atividade pegarem os objetos e vocês competidores entrarão abaixados sem que a corda toque em você para retirar 1 objeto, caso a corda toque em alguma parte do seu corpo deverá deixar o objeto e voltar ao início da brincadeira e tentar entrar para pegar o objeto.

Ganha aquele que conseguir pegar o maior número de objetos.

SUGESTÃO: Crie seu próprio jogo ou brincadeira adaptando o que já existe ou inventando uma nova atividade, registre em uma folha para entregar para seu professor os alunos que estão remotos e os presenciais em grupo realizar essa atividade na escola.

VOLTA À CALMA

Realizar apenas uma vez para a criança descansar.

ALONGAMENTO FINAL:

TERCEIRA SEMANA

AQUECIMENTO

Fazer o aquecimento descrito abaixo. Deixar a criança fazer apenas uma vez.

DODGEBOLL: 

ATIVIDADE PRINCIPAL

Nesta atividade, deixar a criança repetir QUANTAS VEZES QUISER.

JOGO DO POÇO ADAPTADO:

Materiais: 20 bolinhas de papel de jornal ou revista, bolinhas de piscina.

Iremos dividir 10 bolinhas para você e 10 bolinhas para a pessoa que irá realizar a atividade com você.

Dividiremos um espaço na sua casa em dois campos, 1 para você e no outro espaço fica o adversário.

Objetivo do Jogo: em 2 minutos você irá jogar suas bolinhas UMA DE CADA VEZ para o campo do adversário e o adversário para o seu campo, ao final dos 2 minutos iremos contar as bolinhas o campo que tiver o menor número de bolinhas é o VENCEDOR.

SUGESTÃO: Crie sua própria bola de meia e mostre para seu professor, os alunos que estão presencialmente nesta semana levar as meias para realizar a atividade junto com seu professor na escola

VOLTA À CALMA

Realizar apenas uma vez para a criança descansar.

JOGOS E BRINCADEIRAS INCLUSIVAS:

QUARTA SEMANA

AQUECIMENTO

Fazer o aquecimento descrito abaixo. Deixar a criança fazer apenas uma vez.

QUEIMADA E BOLICHE:

ATIVIDADE PRINCIPAL

Nesta atividade, deixe a criança repetir QUANTAS VEZES QUISER.

BEXIGA COMPLEXO:

Material: Bexiga

Com a ajuda de um parceiro você irá bater a bexiga para ele e ele rebater para você por 1 minuto.

Agora para complicar só um pouquinho nós vamos adicionar o nome de uma comida ou fruta quando bater e rebater a bola dentro de 1 minuto novamente.
Desta vez vamos realizar as batidas e rebatidas em um pé só também por 1 minuto.

Vamos bater com várias partes do corpo desta vez, primeiro faça você e depois o seu parceiro ou parceira, vou deixar algumas sugestões para vocês mas você pode pedir outras para seu parceiro ou parceira. Vai lá minha sugestão:

● Tocar com a coxa
● Tocar com a testa
● Tocar com o cotovelo
● Tocar com o nariz
● Tocar com o bumbum e você pode solicitar outras partes também.
● Ao som das palmas do colega você irá bater com as mãos na bexiga no ritmo das palmas sem deixar a bexiga cair no chão.

SUGESTÃO: desenhe as brincadeiras que você mais gosta de brincar em uma folha e deixe esse desenho bem colorido.

VOLTA À CALMA

Realizar apenas uma vez para a criança descansar.

ALONGAMENTO FINAL:

QUINTA SEMANA

AQUECIMENTO

Fazer o aquecimento descrito abaixo. Deixar a criança fazer apenas uma vez.

DODGEBOLL:

ATIVIDADE PRINCIPAL

Nesta atividade, deixar a criança repetir QUANTAS VEZES QUISER.

ESTAFETAS:

Materiais: corda ou toalha e 5 objetos.

Vamos começar?

Nessa primeira atividade com a ajuda do responsável vamos tentar pegar os objetos enquanto o responsável balança a corda na frente dos objetos como se fosse um pêndulo e você de joelhos na frente dos objetos sem que a corda toque em você tenta pegar.

Na segunda atividade a dinâmica é a mesma, só que agora vamos realizar em deslocamento saindo de um ponto para pegar o objeto em outro, o responsável vai continuar balançando a corda e você continua se esquivando do pêndulo da corda.

SUGESTÃO: em uma roda de conversa junto com seu professor sobre brincadeiras africanas ou indígenas citar possíveis atividades que sejam iguais às que praticamos na cidade ou escola.

VOLTA À CALMA

Realizar apenas uma vez para a criança descansar.

JOGOS E BRINCADEIRAS INCLUSIVAS: